Livro Observando a Natureza

Voltar Página AAB

10
Origem da água na Terra


Cometa

Estudos realizados pela astronomia, através da emissão de luz pelos átomos com cores particulares (cada átomo possui sua faixa de cor padrão, o carbono tem a sua, o nitrogênio a dele, o hidrogênio segue a regra e assim por diante), Têm demonstrado que a molécula de água está difusa pelo universo, na forma de gelo ou vapor.
Em relação aos planetas conhecidos até o momento, apenas a Terra possui água líquida em quantidade suficiente para gerar vida.

11

Segundo as teorias atuais, isso acontece graças á distância ideal em que a Terra situa-se em relação ao sol, mantendo temperatura e clima propícios.
Outra variante importante é a força gravitacional da Terra, que atrai as moléculas de água, impedindo-as de deixarem o planeta em direção ao espaço.
As hipóteses que tentam explicar a origem da água na Terra baseiam-se principalmente na força gravitacional. A primeira sugere um aprisionamento pelo planeta, graças à força gravitacional, de cometas que tiveram sua origem fora do sistema solar, a partir de nuvens interestelares de poeira e partículas de água em estado sólido. A segunda está relacionada também à força gravitacional, que gerou um processo de coagulação (acreção) de partículas a partir de uma massa de poeira cósmica que constituía uma espécie de anel em torno do sol. Assim foram sendo formados os planetesimais que, chocando-se entre si, aumentaram de volume, originando os planetas do sistema solar. Intrínsecos à poeira primitiva encontravam-se silicatos e outros minerais hidratados, de cujas fórmulas químicas a molécula de água participa, sendo liberada sob a forma de vapor d’água, na superfície do planeta, devido a impactos de outros corpos, ou posteriormente, através da atividade vulcânica.
Essas teorias poderão massagear nossos espíritos durante séculos, mas com certeza, gerações futuras encontrarão novas explicações, baseadas em leis e fenômenos que ainda não conhecemos.

 

12
Terra

Originada há cerca de 4,5 bilhões de anos, assim como todos os planetas do sistema solar, a Terra é o único astro que conhecemos, no universo, onde existe água em estado líquido, temperatura e clima propícios para a vida vegetal e animal.
Foram necessários 4 bilhões de anos para acalmar os vulcões, diminuir a temperatura da atmosfera, o vapor d’água liquefazer-se e a água repousar sobre a superfície terrestre, para que a terra gerasse seres mais evoluídos que as algas.
No período cambriano começaram a surgir os peixes e dezenas de milhões de anos após, sucederam-se os anfíbios, répteis e inúmeras outras espécies.

13

As plantas surgiram há 400 milhões de anos, recobrindo a terra por densa vegetação, possibilitando o aparecimento dos anfíbios, primeiros animais vertebrados a saírem do oceano.
Os dinossauros foram os senhores da Terra durante 300 milhões de anos, sendo extintos no final do período cretáceo e início do período terciário, devido ao aparecimento de gases superaquecidos, que eliminaram mais de 40% a 70% das espécies existentes nos momentos das catástrofes. Após o frio rigoroso, a flora e fauna que sobreviveram começam a se multiplicar intensamente. Surgem novas espécies, renovando a vida no planeta.
Os astrônomos tentam explicar que as causas são quedas de meteoritos gigantes na Terra, abalando sua estrutura interna, favorecendo as explosões de vulcões, que lançam imensa quantidade de cinzas na atmosfera. Essa poluição atmosférica impede a passagem de energia solar até a superfície terrestre, gerando as eras glaciais, caracterizadas pela diminuição da temperatura e exterminação de parcela importante da flora e fauna.

 

14
Marte

 

Apesar de ressequido, ainda se mantêm as esperanças de o homem encontrar seres quer se adaptaram às condições inóspitas, habitando o subsolo e conseguindo água do interior do Planeta.
Pesquisando Marte, encontramos uma atmosfera rarefeita, composta de 96% de dióxido de carbono. As calotas polares são formadas de gelo e dióxido de carbono sólido. As temperaturas noturnas e diurnas na superfície variam de cerca de -120° gruas Celsius a -20° Celsius, respectivamente. No equador, a temperatura chega a +23° gruas Celsius durante o dia.

15
Há um processo erosivo importante, realizado pelo vento, que pode ser observado nas formas geométricas das dunas de areis. Frequentemente, a superfície é obscurecida devido à tempestade de poeira.
A água líquida pode ter sido abundante devido a canais como o Vale Marineris, com cerca de 5 mil quilômetros de extensão. Nas calotas polares existe muita água em estado sólido, assim como é possível em todo o planeta. As teorias modernas concordam para o espaço, porque o planeta não possui força gravitacional suficiente para mantê-las em sua superfície.
O Monte Olympus tem 550 quilômetros de base, e mais 26 quilômetros de altura. É o maior vulcão do sistema solar, e assim como muitos outros, está extinto.
Em 1976, duas sondas Viking chegaram a Marte, com sensores para cheirar, ver e degustar o solo; procurar vida e monitorar o clima. As experiências com amostras de solo continham elementos químicos altamente reativos, que aniquilariam qualquer forma de vida.
Diante de tais resultados, diminuíram nossas esperanças de encontrarmos vida inteligente fora do planeta Terra, mas nossos cientistas continuam trabalhando muito em busca de sinais de outros povos, ou de encontrar outros planetas semelhantes ao nosso.
© 2010- Little Wolf, e-mail: ivanleandro73@gmail.com